Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Vigilância Epidemiológica explica como prevenir as doenças de verão

Intoxicações alimentares ou por água contaminada são mais comuns nessa época
Data de inclusão: 08/01/2019 16:34

Com as altas temperaturas do verão são comuns os casos de intoxicações alimentares ou por bebidas contaminadas. Nesta época do ano, os alimentos podem estragar com mais facilidade e proliferar micro-organismos causadores de doenças, como a diarreia aguda. A Vigilância Epidemiológica de Itajaí orienta que seja redobrada a atenção com os estabelecimentos frequentados e mantida sempre a higiene, lavando bem as mãos e cuidando com o armazenamento de alimentos que necessitam de refrigeração, durante toda a estação.

> Leia mais notícias sobre Saúde

A diarreia tem diferentes causas, entre elas vírus, bactérias e parasitas. Geralmente é transmitida através do consumo de bebidas ou alimentos contaminados, além da falta de cuidados com a higiene pessoal, contato com fezes de animais na areia da praia ou ainda no contato de pessoa para pessoa.

Na primeira semana de 2019, o município registrou 130 atendimentos de doenças diarreicas agudas. No ano passado, foram contabilizados 5.588 atendimentos do tipo em 10 unidades da cidade (Hospital Marieta, Hospital Pequeno Anjo e oito unidades básicas de saúde).

Além dos atendimentos nas unidades sentinelas, foram registrados 37 surtos de diarreia no ano passado, sendo que foram confirmados dois casos de diarreia causada por rotavírus e 15 por norovírus – estas viroses são transmitidas através do contato de pessoa a pessoa. Desses 37 surtos, um deles foi causado pela Salmonella sp, através da ingestão de alimento contaminado.

Para prevenir esses tipos de doença, a Vigilância Epidemiológica orienta a sempre verificar a limpeza dos estabelecimentos escolhidos para consumo, bem como a higiene dos funcionários e se o armazenamento dos alimentos está correto. Exija também o alvará sanitário dos comércios frequentados. Na praia, prefira alimentos industrializados ou que tenham origem e data de validade, bem como frutas com casca, que são mais resistentes e duram mais tempo fora da geladeira.

Outra medida preventiva é a Operação Verão realizada pela Vigilância Sanitária do município. A ação reforça a fiscalização dos comércios nas praias para garantir a qualidade dos alimentos fornecidos.

Sintomas

A diarreia infecciosa é muito rápida e líquida. Seus sintomas podem ser dor abdominal, cólicas, náusea, vômito, febre e calafrios. Na maioria dos casos, a doença desaparece sozinha. No entanto, quando persistirem os sintomas ou surgirem sinais de desidratação (olhos secos e fundos, boca seca, diminuição do volume de urina e, em bebês, a moleira mais funda e choro sem lágrimas) é necessário procurar a unidade básica de saúde mais próxima para atendimento.

Em crianças menores de cinco anos, a doença deve receber atenção extra dos pais – já os menores de dois anos precisam fazer a vacina contra o rotavírus. Outras recomendações são beber bastante água ou soro caseiro, repousar e evitar alimentos gordurosos ou fibrosos.

Previna-se:

. Evite tomar banho em praias com água imprópria ou rios e córregos poluídos.
. Ferva a água da torneira por 30 minutos antes de consumir ou prefira água mineral ou filtrada.
. Só consuma alimentos em lugares onde a procedência é segura e que tenham alvará sanitário.
. Evite petiscos de ambulantes e de quiosques sem higiene adequada – repare se os profissionais usam luvas, toucas e também na forma como a louça é armazenada.
. Você pode levar seu lanche de casa, mas garanta que ele estará bem protegido e refrigerado.
. Cuidado com a ingestão de “raspadinhas”, “sacolés”, picolés artesanais, sucos e água de procedência desconhecida, pois eles podem ter sido preparados com água ou gelo contaminado e sem a higiene necessária.
. Lave as mãos com água limpa e sabão, principalmente após ir ao banheiro, antes de preparar a refeição ou se alimentar e depois do banho de mar.
. Lembre-se de higienizar os talheres na praia e sempre lave a latinha de cerveja ou de refrigerante antes de beber.
. Beba bastante água para evitar a desidratação.
. Na presença de sinais de desidratação, principalmente em crianças, procure atendimento médico. 

_________________________
Informações adicionais: 
Secretaria de Saúde de Itajaí
Vigilância Epidemiológica
(47) 3249-5500

Imagens relacionadas

Vigilância Epidemiológica explica como prevenir as doenças de verão
Vigilância Epidemiológica explica como prevenir as doenças de verão
Vigilância Epidemiológica explica como prevenir as doenças de verão
Vigilância Epidemiológica explica como prevenir as doenças de verão
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2019 - Município de Itajaí